▸ Agenda Cultural ▸ Artigos ▸ Carnaval ▸ Celebridades ▸ Cotidiano ▸ Cultura ▸ Destaques ▸ Economia ▸ Educação ▸ Entretenimento ▸ Esporte ▸ Eventos Sociais ▸ Festival Folclórico de Parintins ▸ Internacional ▸ Justiça ▸ Lazer ▸ Meio Ambiente ▸ Nutrição ▸ Polícia ▸ Política ▸ Religião ▸ Saúde ▸ Tecnologia ▸ TRANSPORTES ▸ Turismo

Flagrantes da Política
Compartilhar Imprimir

08/02/2018 | 19:25 | Por: Portal Flagrante

Amazonino e o desrespeito aos jornalistas

 Visivelmente abatido, nervoso em sem paciência necessária para administrar um estado de dimensões continentais como o Amazonas, o governador Amazonino Mendes perdeu a postura mais uma vez durante a coletiva recente e desrespeitou um jornalista da Rede Amazônica de Televisão.

 

O que o governador quis dizer?

 

Amazonino se irrita facilmente e não soube, não quis ou não está preparado mais para a sabatina tradicional dos jornalistas atuais. 
 
Amazonino parou no tempo
 
Diferente dos anos 80, 90 e 2000, quando só cinco ou seis jornais dominavam as coletivas, junto as TVs Amazonas, A Critica, Band e rádios como a Difusora, faziam perguntas obvias e geralmente quando os jornalistas mais afoitos ou sedentos de autocriticas questionavam políticos, hoje, existem dezenas de sites e blogs e o governador não está preparado para essa ‘independência’.
 
Tudo mudou governador
 
O governador e a assessoria dele têm que aprender a conviver com essa nova realidade. A maioria dos jornalistas que resolveu trabalhar por contra própria, tem mais independência e segurança para fazer as perguntas necessárias e de interesse a coletividade. É uma nova imprensa. Que não aceita só respostas vazias. Exige detalhes. 
 
Portal da Transparência
 
O governo também não está sabendo conviver com a fiscalização implacável da imprensa livre, que dispões dos portais da transparência, acesso a documentos antes impossíveis. 
 
Idoso e doente
 
Não só a idade pesa ao governador, nos seus 78 anos, mas o forte stress que deve elevar as alturas as taxas da diabetes. Em duas situações, Amazonino demonstrou grau de irritabilidade propensos a pessoas diabéticas e estressadas. Uma, no discurso na abertura dos trabalhos legislativos da Aleam, disse que não ‘admitia questionamentos’ sobre questões políticas, em pleno ano de eleição. 
 
Outro detalhe
 
Na discussão, ontem no Plenário, sobre a homenagem a Elias Assayag, o deputado Sabá Reis, autor da matéria, defendeu a derrubada do veto do governador, por não concordar com a justificativa do governo que alegava que só o Executivo poderia dar nomes a bens públicos e também que “Elias Assayag” estava vivo, sendo vedado o uso do nome de pessoas vivas.
 
 Pior...
 
Sabá Reis disse que o ginásio foi entregue ainda no governo Paulo Nery (1982) e a indicação do nome de “Elias Assayag”, já falecido, foi aprovada no ano passado pela Aleam. Mostrando o Atestado de Óbito de Elias Assayag, Sabá Reis disse não acreditar que o governador teria assinado “uma justificativa dessas”.
 
A pergunta que não quer calar
 
É sabido que hoje o Governador Amazonino Mendes, após discurso na ALEAM na abertura dos trabalhos da Casa 2018, deu entrevista Coletiva a imprensa. Diante de tal, a COMISSÃO DOS CONCURSADOS SUSAM 2014, SOLICITA QUE ESTE MEIO DE COMUNICAÇÃO possa questionar ao sr. Governador sobre qual o compromisso do Governo em CONVOCAR OS 2565 APROVADOS NO CONCURSO DA SUSAM DE 2014 que ainda aguardam convocação. O prazo de validade do concurso já foi prorrogado, e vence em abril de 2019.
 
 
Leia Também

© Copyright 2016 Portal Flagrante. Todos os direitos reservados.