▸ Agenda Cultural ▸ Artigos ▸ Carnaval ▸ Celebridades ▸ Cotidiano ▸ Cultura ▸ Destaques ▸ Economia ▸ Educação ▸ Entretenimento ▸ Esporte ▸ Eventos Sociais ▸ Festival Folclórico de Parintins ▸ Internacional ▸ Justiça ▸ Lazer ▸ Meio Ambiente ▸ Nutrição ▸ Polícia ▸ Política ▸ Religião ▸ Saúde ▸ Tecnologia ▸ TRANSPORTES ▸ Turismo

Notícias
Compartilhar Imprimir

Destaques | VIOLÊNCIA | 13/09/2018 | 13:33 | Por: Portal Flagrante

Mortes violentas em Manaus têm características de execução

 

 
Entre o dia 11 e esta quinta-feira, 13, pelo menos quatro mortes violentas foram registradas pela polícia, sendo duas delas,com características de execução. Uma delas, segundo a polícia, está relacionada à guerra entre facções criminosas envolvidas com o narcotráfico no Amazonas. 
 
Na noite da última quarta-feira, 12, um homem ainda não identificado foi morto com 12 tiros, no bairro Raiz, zona Sul de Manaus, após ser surpreendido por um grupo de homens com armamento pesado. A suspeita é que a vítima seja integrante da facção FDN (Família do Norte), responsável por dezenas de mortes, desde 2017. Segundo informações preliminares, ele estava jurado de morte por uma facção rival.
 
No bairro Colônia Antônio Aleixo, zona Leste, um corpo foi encontrado por vigilantes de uma empresa, durante a manhã de ontem, jogado no ramal 21. Ele tinha as mãos e os pés amarrados e havia levado pelo menos sete tiros.
 
No dia 11, na Cidade das Luzes, Tarumã, zona Oeste de Manaus, Flávio Rangel Almeida de Oliveira, de 23 anos, também foi executado com oito tiros, quando estava em frente à sua residência. Ele foi removido para a UPA Campos Sales, do Governo do Estado, mas não resistiu aos ferimentos. 
 
Ainda na madrugada de terça, 13, a dona de casa Andrea de Souza Nascimento, 35, foi jogada para fora de um ônibus da linha 014, ainda em movimento, e acabou morrendo. O crime ocorreu no bairro Coroado, zona Leste da capital, durante uma discussão. A acusada, Silviane de Souza, 18, foi detida pela polícia, mas responderá ao crime em liberdade.
 
As mortes estão sendo investigadas pela polícia. A maioria foi encaminhada à Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), da Polícia Civil.
Deixe seu Comentário

Nome:

Email:

Seu email não será publicado
Mensagem:
Leia Também

© Copyright 2016 Portal Flagrante. Todos os direitos reservados.