▸ Agenda Cultural ▸ Artigos ▸ Carnaval ▸ Celebridades ▸ Cotidiano ▸ Cultura ▸ Destaques ▸ Economia ▸ Educação ▸ Entretenimento ▸ Esporte ▸ Eventos Sociais ▸ Festival Folclórico de Parintins ▸ Internacional ▸ Justiça ▸ Lazer ▸ Meio Ambiente ▸ Nutrição ▸ Polícia ▸ Política ▸ Religião ▸ Saúde ▸ Tecnologia ▸ TRANSPORTES ▸ Turismo

Notícias
Compartilhar Imprimir

Polícia | PCAM | 01/02/2019 | 17:03 | Por: Portal Flagrante

Polícia Civil prende dupla envolvida em roubo a flutuante no Distrito de Cacau Pirêra

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação do Posto de Policiamento Integrado (PPI) do Distrito de Cacau Pirêra, sob o comando do delegado Antonio Chicre Neto, titular da unidade policial, e da delegada Sylvia Laureana, titular da 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), situada em Iranduba, cumpriu, na manhã desta sexta-feira (1º/2), por volta das 8h, mandados de prisão preventiva em nome de Ozanar Queiroz dos Santos Junior, 23, e Elione Pereira Batista, 24, por roubo e corrupção de menores.
 
De acordo com a autoridade policial, a dupla está envolvida em roubo a um flutuante situado na orla do Distrito de Cacau Pirêra, em Iranduba (a 27 quilômetros em linha reta da capital). Segundo Antonio Chicre Neto, o crime ocorreu no dia 10 de setembro de 2018, quando os infratores amarraram e agrediram a família proprietária do estabelecimento e subtraíram do local R$ 5 mil e eletrodomésticos do flutuante.  
 
“As diligências, no sentido de efetuar a captura destes infratores, iniciaram assim que os mandados foram expedidos, no dia 17 de janeiro deste ano, pela juíza Aline Kelly Ribeiro, da 1ª Vara de Iranduba. Logramos êxito após Ozanar e Elione serem notificados para comparecer ao prédio da unidade policial, onde receberam voz de prisão. Descobrimos, ao longo dos trabalhos, que um adolescente teria participado do delito. Ele ainda está sendo procurado”, explicou Chicre Neto.
 
Indiciamento - Ozanar e Elione foram indiciados por roubo e corrupção de menores. Ao término dos procedimentos cabíveis no prédio da unidade policial, os jovens serão encaminhados, respectivamente, ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM) e Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), localizados no quilômetro oito da rodovia federal BR-174, onde irão ficar à disposição da Justiça.
 
FOTO: DIVULGAÇÃO/PC-AM
Mais informações: Assessoria de Comunicação da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM): Flaíze Viana 99345-6725, 99962-2358 (corporativo), 3214-2250 e 3214-2262.
Cão fará busca por drogas no CDPM II
 
Labrador vai atuar dentro dos pavilhões e nas saídas das visitas
 
Neste sábado (02/02), o Centro de Detenção Provisória Masculina II (CDPM II), em Manaus, recebe um novo colaborador. Kimball é um labrador de um ano e meio, com habilidades especiais de faro, e irá atuar ao lado dos agentes de ressocialização da unidade na busca por drogas e materiais ilícitos dentro das celas.
 
“Nossa expectativa é reduzir a zero a entrada de entorpecentes nos pavilhões”, adianta o gerente do CDPM II, Eliel Correia Ferreira. O trabalho é uma parceria da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), Embrasil Serviços - empresa responsável pela cogestão da unidade prisional - e a Amazonas Fauna e Flora.
 
O cão irá atuar dentro dos pavilhões, especialmente nos dias de visita (sextas-feiras e sábados). “A cada fim de visita, ele entrará nas celas para farejar algo que, mesmo raro, possa ter passado pelo raio-x e pelo scanner corporal”, explica o gerente. “Ele também irá auxiliar na verificação de materiais de limpeza e higiene que são trazidos pelas famílias às quartas-feiras", completa.
 
Kimball chega para reforçar o time de dez cães adestrados que já atuam na segurança do CDPM II. “Nossos cães ajudam no patrulhamento da área externa, na vigilância dos presos da remição, na abertura e fechamento das celas, quando o clima interno está agitado e em qualquer situação em que o agente seja colocado em perigo. Eles estão aqui para auxiliar e evitar um mal maior”, lembra o major da Polícia Militar (PM) do Amazonas, Paulo Padilha, responsável pelo adestramento dos cães. 
 
Treinamento contínuo - Padilha, que foi comandante do Canil da PM por quatro anos, conta que o treinamento dos animais é contínuo e leva, em média, um ano para deixá-los aptos a atuar na segurança. “Todos os cães, independente da atividade, precisam ter dois ‘drives’ (impulsos): caça e presa. A partir destas habilidades, treinamos eles para faro, explosivo, narcótico, celular e guarda", explica.
 
O treinamento inclui muita brincadeira. “Usamos a vontade natural do cão por morder algo para brincar. Direcionamos esta brincadeira para a atividade que queremos desenvolver nele, neste caso, o faro. Assim, o adestramento se torna prazeroso, não implicando em sofrimento ao animal", completa o major.
 
FOTOS: DIVULGAÇÃO/SEAP
Mais informações: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap): Fernanda Teixeira (92) 3215-2751 / (92) 99983-5592. Email: seap.imprensa@gmail.com / seap.imprensa01@gmail.com / imprensa@seap.am.gov.br
www.seap.am.gov.br
Direção do HPS Platão Araújo procura família de paciente
 
A direção do Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo procura por familiares de uma paciente que deu entrada no último sábado (26) e está internada na UTI da unidade de saúde. Como característica, ela possui uma tatuagem no antebraço. Quem tiver informações que ajudem a localizar a família da paciente, pode entrar em contato com o Serviço Social do HPS Platão Araújo pelo telefone 36347-4140.
 
FOTO: DIVULGAÇÃO
Mais informações: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Saúde (Susam): Roseane Mota e Lúcio Pinheiro (98407-1699). E-mail: comunicacao@saude.am.gov.br
Polícia Civil prende jovem por latrocínio cometido em julho de 2018, no bairro Jorge Teixeira
 
 A Polícia Civil do Amazonas, representada pelo delegado Paulo Martins, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), falou, na manhã desta sexta-feira (1º/2), durante coletiva de imprensa realizada às 11h, no prédio da unidade policial, sobre o cumprimento de mandado de prisão preventiva em nome de Samuel Ferreira Barcelar, 19. Ele é apontado como autor de latrocínio que teve como vítima Altair José de Souza Lima, que tinha 30 anos. A vítima foi morta após receber um golpe de estrangulamento conhecido como “Mata-Leão”.
 
De acordo com a autoridade policial, o crime aconteceu na noite do dia 24 de julho de 2018, por volta das 23h, em uma vila onde a vítima morava, situada na rua Jutaí, bairro Jorge Teixeira, zona leste da capital. Conforme o delegado, Samuel foi até a casa de Altair com a intenção de roubá-lo e, segundo testemunhas, naquele dia, a vítima havia convidado Samuel pra ir até o imóvel.
 
“Depois de ter matado Altair, o infrator ainda ficou na casa por dois dias, aguardando o momento para sair do lugar sem ser visto pelos vizinhos da vítima. Então, quando teve a oportunidade, Samuel saiu do local com eletrodomésticos, utensílios domésticos e o celular de Altair. Ainda após o crime, Samuel chegou a escrever um bilhete, com o intuito de confundir os policiais civis e atrapalhar as investigações em torno do caso”, argumentou Paulo Martins.
 
O titular da DEHS explicou que ao longo das diligências representou à Justiça o pedido de prisão preventiva por latrocínio em nome de Samuel. O documento foi expedido no dia 30 de janeiro deste ano, pela juíza Suzi Irlanda Araújo Granja da Silva, no Plantão Criminal. Conforme o delegado, o infrator foi preso pela equipe da DEHS na manhã da última quarta-feira (30/1), por volta das 11h, em via pública, na avenida Autaz Mirim, zona leste da capital.
 
Em depoimento, Samuel alegou que é lutador de artes maciais, o que facilitou ele ter imobilizado a vítima e a ter estrangulado até a morte. “Não temos a confirmação de que ele manteve ou não relações sexuais com a vítima enquanto eles estavam no interior da residência, apesar do infrator ter admitido que a vítima era homossexual”, disse Martins.
 
Em consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp) foi verificado que Samuel já tinha passagem pela polícia por tráfico de drogas e furto qualificado. O infrator foi indiciado por latrocínio. Ao término dos procedimentos na delegacia, ele será levado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), localizado no quilômetro oito da rodovia federal BR-174, onde ficará à disposição da Justiça.
 
FOTO: ALAILSON SANTOS/PC-AM
Mais informações: Assessoria de Comunicação da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM): Flaíze Viana 99345-6725, 99962-2358 (corporativo), 3214-2250 e 3214-2262.
DESAPARECIDO Carlos César Ferreira de Brito
 
A Polícia Civil do Amazonas, por meio da Delegacia Especializada de Ordem Política e Social (Deops), solicita a colaboração de todos na divulgação da imagem de Carlos César Ferreira de Brito, 37, desaparecido desde a tarde do dia 31 de janeiro deste ano.
 
De acordo com o pai dele, Valdemir de Brito, Carlos é uma pessoa com deficiência intelectual. No dia em que desapareceu, ele saiu por volta das 16h da casa onde mora, situada na rua Toledo, Comunidade Vista Alegre, bairro Santa Etelvina, zona norte de Manaus. Desde então, os familiares não tiveram mais notícias sobre ele.
 
Quem puder colaborar com informações sobre o caso, entrar em contato com os servidores da Deops pelo número: (92) 3214-2268. Para falar com os parentes do desaparecido, ligar para os números: (92) 98824-7259 ou 98846-8450.
 
A Deops está situada nas dependências da Delegacia Geral, localizada na avenida Pedro Teixeira, nº 180, bairro Dom Pedro, em frente ao Centro de Convenções (Sambódromo), zona centro-oeste da cidade.
 
FOTO: DIVULGAÇÃO/PC-AM
Mais informações: Assessoria de Comunicação da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM): Flaíze Viana 99345-6725, 99962-2358 (corporativo), 3214-2250 e 3214-2262.
DESAPARECIDO Rodrigo Cunha Serrão
 
A Polícia Civil do Amazonas, por meio da Delegacia Especializada de Ordem Política e Social (Deops), solicita a colaboração de todos na divulgação da imagem de Rodrigo Cunha Serrão, 26, desaparecido desde a tarde do dia 27 de janeiro deste ano.
 
De acordo com a mãe dele, Maria Serrão, no dia em que desapareceu, Rodrigo saiu por volta das 17h da casa onde mora, situada na rua Yarapé, bairro Monte das Oliveiras, zona norte da capital. Na ocasião, informou que iria trabalhar.
 
Conforme Maria Serrão, o filho não retornou para casa e, por esse motivo, ela entrou em contato com funcionários do lava a jato onde Rodrigo estava trabalhando. Foi quando obteve a informação de que o rapaz havia pedido demissão. Desde então, os familiares não tiveram mais notícias sobre ele.
 
Quem puder colaborar com informações sobre o caso, entrar em contato com os servidores da Deops pelo número: (92) 3214-2268. Para falar com os parentes do desaparecido, ligar para os números: (92) 99200-5812 ou 99114-4855.
 
A Deops está situada nas dependências da Delegacia Geral, localizada na avenida Pedro Teixeira, nº 180, bairro Dom Pedro, em frente ao Centro de Convenções (Sambódromo), zona centro-oeste da cidade.
 
FOTO: DIVULGAÇÃO/PC-AM
Mais informações: Assessoria de Comunicação da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM): Flaíze Viana 99345-6725, 99962-2358 (corporativo), 3214-2250 e 3214-2262.
Polícia Civil prende jovem pela autoria de homicídio de mecânico em outubro de 2018
 
Os delegados Paulo Martins e Charles Araújo, titular e adjunto, respectivamente, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), falaram, na manhã desta sexta-feira (1º/2), durante coletiva de imprensa, sobre o cumprimento de mandado de prisão temporária por homicídio qualificado em nome Lucelino da Costa Gordiano, 22, conhecido como “Pimpolho”, autor do homicídio de um mecânico de 37 anos, ocorrido em 2018.
 
De acordo com o delegado Paulo Martins, o infrator estava sendo investigado pela morte do mecânico Antônio Pinto do Nascimento. “Esse crime aconteceu na manhã do dia 21 de outubro do ano passado, na rua Olito Lima, bairro São José Operário, zona leste da cidade. Na ocasião, ‘Pimpolho’, utilizando uma faca, golpeou a vítima três vezes”, explicou.
 
Conforme o adjunto da DEHS, após identificaram “Pimpolho” como autor do homicídio, representaram à Justiça o pedido de prisão temporária em nome de Lucelino. A ordem judicial foi expedida pela juíza Andrea Jane Silva de Medeiros, no Plantão Criminal. Ao longo das diligências para localizar o infrator, a equipe da DEHS encontrou o jovem em uma unidade hospitalar na capital.
 
“Após Lucelino receber alta médica, na manhã de quinta-feira (31/1), efetuamos a prisão dele e o conduzimos à delegacia, onde ele confessou, em depoimento, a autoria do homicídio. O jovem relatou que no dia do crime ele e a vítima estavam alcoolizados, quando se encontraram. Na época, eles tiveram uma discussão e travaram luta corporal. Após a briga, o infrator entrou na casa dele, pegou uma faca, caminhou em direção ao mecânico e, em seguida, desferiu os golpes que causaram a morte de Antônio”, disse Araújo.
 
Lucelino foi indiciado por homicídio qualificado. Ao término dos procedimentos cabíveis na DEHS, o jovem será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde deverá ficar à disposição da Justiça.
 
FOTOS: Alailson Santos / Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Estado do Amazonas.
Deixe seu Comentário

Nome:

Email:

Seu email não será publicado
Mensagem:
Leia Também

© Copyright 2016 Portal Flagrante. Todos os direitos reservados.