▸ Agenda Cultural ▸ Artigos ▸ Carnaval ▸ Celebridades ▸ Cotidiano ▸ Cultura ▸ Destaques ▸ Economia ▸ Educação ▸ Entretenimento ▸ Esporte ▸ Eventos Sociais ▸ Festival Folclórico de Parintins ▸ Internacional ▸ Justiça ▸ Lazer ▸ Meio Ambiente ▸ Nutrição ▸ Odontologia ▸ Polícia ▸ Política ▸ Religião ▸ Saúde ▸ Tecnologia ▸ TRANSPORTES ▸ Turismo

Notícias
Compartilhar Imprimir

Agenda Cultural | ANO 20 | 07/08/2017 | 11:00 | Por: Portal Flagrante

Série Guaraná XIV inicia nesta terça-feira (8) com concerto da OCA

Uma das séries mais aguardadas da música de concerto brasileira está de volta! A partir desta terça-feira (8), sempre às 20h, o Teatro Amazonas abre suas portas para mais uma edição da Série Guaraná, realizada pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, que traz concertos semanais com a Amazonas Filarmônica e a Orquestra de Câmara do Amazonas (OCA).
 
A Série Guaraná XIV, que vai até junho de 2018, contará, além da presença dos maestros Luiz Fernando Malheiro, Marcelo de Jesus e Otávio Simões, com a participação de solistas e regentes renomados, como a contralto Denise de Freitas, o pianista tcheco Lukas Vondracek, o violinista Alessandro Borgomanero, e os regentes Roberto Tibiriçá e Alberto Veronesi. Regentes locais, como Hilo Carriel e Bruno Nascimento, também estarão à frente da Orquestra de Câmara do Amazonas (OCA), que completa dez anos de existência em 2017.
 
 
Concertos
 
E já na terça-feira (8), a OCA sobe ao palco do Teatro para apresentar o concerto de abertura da série, em comemoração aos 15 anos de existência da orquestra, com peças de Georg Philipp Telemann, Wolfgang Amadeus Mozart, Nikolai Sokoloff e Steve Reich. Sob regência de Marcelo de Jesus, o espetáculo traz como solistas o tenor Jefferson Nogueira, do Grupo Vocal do Coral do Amazonas, e a soprano francesa radicada em Manaus, Isabelle Sabrié.
 
De Telemann, a OCA interpreta a sua suíte La Bizarre, TWV 55:G2, dividida entre os movimentos Ouverture, Courante, Gavotte en Rondeau, Branle, Sarabande, Fantasie, Menuet 1, Menuet 2 e Rossignol. Nascido na cidade de Magdeburg, na Alemanha, em 1681, Telemann é considerado um dos compositores mais prolíficos da História, com mais de 800 trabalhos creditados. Faleceu em Hamburgo, aos 86 anos de idade, em 1767.
 
A segunda peça do concerto é o Noturno para Quatro Orquestras, K. 286, de Mozart. Em três movimentos – andante, alegretto grazioso e menuetto e trio –, a obra foi composta em 1776, inicialmente para o Carnaval de Salzburgo. Seu compositor é considerado um gênio, tendo composto mais de 600 obras, entre óperas, sonatas, música de câmara, sinfonias, entre outras peças, em apenas 35 anos de vida.
 
De Sokoloff, a peça da vez é a Segunda serenata para orquestra de cordas, op. 23. Nascido em Kiev, Ucrânia, em 1886, Nikolai Sokoloff estudou na Universidade de Yale, nos Estados Unidos, e nos anos de 1916 e 1917, foi diretor musical da Orquestra Filarmônica de San Francisco. Foi também fundador da Orquestra de Cleveland, em Ohio, onde permaneceu de 1918 até o ano de 1932.
 
Para encerrar a apresentação, a OCA executa a peça Different Trains, do compositor judeu norte-americano Steve Reich, nascido em 1936 e ainda vivo. Dividida em três movimentos – America-Before the War, Europe-During the War, After the War –, a peça traz uma reflexão a respeito do Holocausto. Durante a Segunda Guerra Mundial, Reich viajava entre Nova York e Los Angeles para visitar seus pais que haviam se separado. Anos mais tarde, enquanto compunha a peça, Reich pensou que ao invés de estar visitando seus pais, poderia estar dentro de um trem a caminho de um campo de concentração.
 
Deixe seu Comentário

Nome:

Email:

Seu email não será publicado
Mensagem:
Leia Também

© Copyright 2016 Portal Flagrante. Todos os direitos reservados.